Pular para o conteúdo principal

Neo Media entra na frança e lança empresa de conteúdo


O grupo suíço Neo Media Group, maior operação de DOOH europeia, segue sua expansão e inovação.

Anunciado recentemente e com uma logo renovada, a Neo chega a França. Suas telas podem ser encontradas também na Suíça, Alemanha, Reino Unido, Holanda, países escandinavos, Espanha, Portugal, Itália, Polônia, China, EUA e Canadá. Certamente uma das maiores potências mundiais em DOOH (desde o evento da ABDOH, sabemos que começam a sondar operações brasileiras também. Quem sabe não teremos Neo Brasil em 2010?).

Conforme mencionado em posts anteriores, acredito que a consolidação do mercado passa por uma consolidação tecnológica, onde diversas redes, pequenas ou grandes, estão disponíveis de maneira simples e transparente para os compradores de mídia. Para essa tendência, a Neo respondeu com o BookingDooh, um portal agregador de redes DOOH.

Como um próximo passo a conexão das redes, minha visão é passar a compartilhar outros recursos, como por exemplo conteúdo. O Brasil começa a produzir conteúdo de alto nível e a um custo interessante para os mercados internacionais.

Enquanto nosso "content marketplace" não acontece, a Neo sai na dianteira novamente, antecipando tendências, com uma empresa especializada em criação de conteúdo para o mercado, a eyeDooH. Um press release será lançada em breve. Aparentemente a nova empresa está sediada na China e tem o objetivo de atender o mercado internacional com as necessidades básicas de conteúdo como produção de vinhetas e adequação de material.

Não me surpreenderá em um futuro próximo ver essas tecnologias integradas, possibilitando a um operador de rede do outro lado do mundo solicitar um conteúdo e ele automaticamente estar disponível para a sua operação. A tecnologia para tornar isso viável já está em uso pela Neo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elemidia eleva o nível da discussão sobre métrica no Brasil

Ontem foi divulgado o resultado da auditoria da PricewaterhouseCoopers sobre o sistema de publicação da Elemídia . Esse é um importante passo não somente para a Elemidia como para toda a nossa indústria, ao elevar a discussão da métrica e confiabilidade dos sistemas de DOOH (Digital Out-of-Home). Ainda hoje algumas das principais empresas no segmento são sujeitas a fornecer "foto checking" ou outros métodos herdados de outros meios para comprovar a veiculação. Com a chancela de uma auditoria e toda a divulgação da Elemidia, elevamos a discussão junto aos anunciantes ao promover a credibilidade dos relatórios de exibição e torná-los o documento padrão . O efeito no médio-longo prazo será que os grandes compradores de mídia passarão a exigir esse nível de credibilidade de todos operadores de redes de mídia DOOH. Empresas como a Accent Health operam 12 mil clínicas no exterior. A Neo Advertising tem em torno de 150 mil telas na Europa e EUA. Imagine se houvesse a neces

Verifone compra operação de Taxis da Clearchannel

Destaque na 1a semana do ano foi a aquisição da operação de mídia em Taxis em New York da Clearchannel pela Verifone (NYSE:PAY). A gigante das transações eletrônicas abrange agora 90% dos taxis em NY, representando 300 mil viagens/dia. Ao final do ano passado a Verifone trouxe um executivo do segmento Digital-Out-of-Home, vindo da Danoo (incorporada em Julho pela RMG Networks ), para assumir o cargo de vice-presidente comercial de mídia para os EUA. O executivo passa a responder a Bulent Ozayaz, ex-gerente geral da operação de Wireless Business e relocado para o que eles chamam de "payment-enabled media", ou, buscando uma tradução para o portugûes, mídia em sistemas de pagamento online. Em resumo: - Termos financeiros da operação não foram revelados. - Segundo a Verifone: "Sistemas de conteúdo digital em Taxis estão posicionados para se tornarem um dos mais inovadores pontos de publicidade, a medida que gastos publicitários movem das mídias tradicionais para online

JCDecaux em Heathrow e as telas sequenciais

Recentemente escrevi a respeito da pesquisa EyeTracker realizada pela JCDecaux . Embasado nesses resultados, instalaram um projeto no Terminal 5 do aeroporto internacional de Londres (Heathrow) denominado "The Runway". O terminal é conhecido por ser praticamente um shopping de luxo, exibindo marcas como Prada, Bulgari e Tiffany . As 40 telas foram posicionadas no teto e colocadas na vertical. A inovação fica por conta das telas sequenciais, que segundo a pesquisa permite a melhor assimilação das mensagens. O conteúdo será vendido em campanhas de 2 semanas e voltadas para as marcas de luxo como moda, perfumes, joías, viagens de luxo entre outros. Segue o texto em inglês ( o termo saccadic diz respeito exatamente a essa forma de movimentação rápida dos olhos ): Eyetracker – sequential viewing research A key finding is that people on the move look around in a non-linear way, with their eyes flicking back and forth from the middle distance as they search for and are attr