Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

LED interativo brinca com o público no Piccadilly Circus

Em maio relatei um projeto de DOOH interativo conceitualmente muito simples em Piccadilly Circus . Na tela vizinha a do McDonald ´s realizaram um projeto um pouco mais complexo e interativo , em que surgem mensagens na tela brincando com o público. A campanha foi realizada para a Glaceau VitaminWater . O desafio aqui foi a necessidade de um ser humano, relativamente esperto e engraçado, acompanhando o que acontece e postando as mensagens. No vídeo abaixo a tela convoca um grupo de estudantes para fazerem fila e "do the conga !"

Conheça os planos da Microsoft para suas lojas

Todos já tivemos a oportunidade de nos encantar por alguma Apple Store e aprender com a forma que ajudaram a re -modelar o varejo. A Microsoft recentemente anunciou seus planos de abrir suas próprias lojas. Supostamente a apresentação da empresa de design vazou para o site Gizmodo e está disponível para vermos os planos iniciais da gigante . Sendo o varejo um dos principais segmentos de interesse para a mídia digital out of home , fico muito feliz em ver que há diversas telas espalhadas pelo ambiente em posições centrais. Tipicamente o que ocorre é a loja ser projetada e depois serem acrescentadas telas em algum espaço que sobrou. Na prática, tenho visto muito mais sucesso quando a loja já é projetada levando em conta a comunicação audiovisual, como foi o caso da Microsoft. Acredito que esse projeto servirá como uma nova referência no varejo e que estimule os designers de lojas a focar mais na colocação de telas. Vale lembrar que não há anunciantes externos nesse caso, a

Pesquisadores do MIT apresentam o EyeStop, um ponto de ônibus que funciona como um iPhone.

Imagine se os pontos de ônibus da sua cidade permitissem você acessar a Internet, responder e-mails, compartilhar informações com a comunidade local, ou até mesmo checar as condições da qualidade do ar? E talvez, melhor ainda, se ele pudesse informar a localização exata do ônibus que você esta esperando? Os engenheiros e arquitetos do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) desenvolveram esta idéia e apresentaram seu design durante o Il Genio Fiorentino, evento anual que acontece em Florença, Itália. Batizado de EyeStop e desenvolvido pelo MIT SENSEable City Lab , em parceria com o departamento de transito de Florença, o EyeStop literalmente espanta o tédio de esperar por um ônibus, e além disso, revela o design em potencial que está por vir no futuro dos transportes urbanos. Em resumo, o projeto consiste em uma estrutura coberta com telas e tinta (e-INK) sensíveis ao toque, bem como uma série de sensores ultra modernos. Os usuários poderão planejar itinerários em um mapa in

Assista a apresentação do Brian Dusho no evento da ABDOH

O evento organizado pela ABDOH e realizado em maio e foi um marco histórico no segmento no Brasil . A ABDOH disponibilizou para o mercado os vídeos e apresentações do evento . Recomendo sobretudo para empresas envolvidas com comercialização de mídia publicitária em redes DOOH . Acredito que o alto nível dos participantes e dos temas demonstram um elevado grau de maturidade de nosso mercado em termos de conhecimento - uma vez que em números de telas instaladas, se comparado a países na América do Norte ou Europa, nosso mercado ainda é incipiente. (Percebo isso como uma enorme vantagem - podemos crescer a luz das experiências internacionais e adicionar nossas próprias soluções e inovações). A palestra não foi um " Digital Signage 101 ", mas uma discussão em linha com o que há de mais recente sendo discutido no mercado interncional . Em posts anteriores explorei alguns dos temas da apresentação, sobretudo sobre o estudo de caso Team Fox e sobre portais agrega

A mais presente comunicação OOH é a pior de todas..

Recebi de um amigo da MarketingLab o trailer sobre o filme abaixo, falando da mais presente e única (brasileira) forma de expressão OOH nos nossos centros urbanos - a pixação . É lamentável ver tanto desperdício de potencial humano - ousadia, capacidade de organização em grupos, criatividade - traduzida em depredação, em uma subversão estúpida da rebeldia, um grito de angústia em letras tortas. Senhores, nossa responsabilidade não é pequena . Somos os empreendedores de um revolucionário meio de comunicação que é cada vez mais onipresente e que só vai crescer. Façam valer a sua mensagem. Pixo, un film de João Weiner et Roberto Oliveira (Extraits) by FondationCartier

Anuncie.. na lua!!!!!

Nada melhor do que aproveitar o gancho midiático dos 40 anos do pouso do homem a lua para.. anunciar sua marca na lua !!!!!! Sempre digo aos amigos empreendedores que uma boa idéia não vale mais do que R$1 - a questão é a execução!!! No entanto, a turma do moonpublicity.com promete estampar sua marca na superfície da lua. Pequenos robôs deixam um rastro no solo lunar e o efeito é criado através da sombra nesses rastros (como nunca pensei nisso???!!!!!). Infelizmente não há informações sobre preços nem previsão de disponibilidade (que pena, já estava pensando em uma campanha inesquecível para o Mundooh!)

Pesquisa da JCDecaux diz para onde a audiência está olhando

Utilizando tecnologia da Eyetracker , originalmente desenvolvida para fins militares, a JCDecaux realizou uma pesquisa em suas instalações em aeroportos para averiguar exatamente como se comporta a atenção de sua audiência. Entre os resultados, destaco a confirmação de que nesses ambientes onde a audiência está se movendo (similar a um shopping por exemplo), o tempo de atenção para cada tela ficou em 0.3 segundos . Durante o trajeto , cada tela foi vista em média 1.1x, provando que cada tela é vista ao menos uma vez . Com 100 telas instaladas, concluíram que a melhor estratégia é espalhar as telas ao invés de agrupá-las em grupos de 3 ou 4. Dessa forma você realiza um primeiro impacto em uma tela e pouco depois vai reforçando a mensagem nas próximas telas. Os resultados estão disponíveis online e os vídeos são particularmente interessantes. Bom final de semana!!!!

Inscrições abertas para o Digi-Awards 2010

O DIGI Awards é provavelmente o prêmio mais conhecido do mercado de Digital Signage. O prêmio é patrocinado pelo Digital Signage Magazine e o The Digital Signage Group . Certamente existem bons projetos no Brasil com nível para concorrer e faturar em algumas dessas categorias. Uma maior participação brasileira vai aos poucos abrindo os olhos do mercado (e investidores) internacionais. O prêmio é válido para projetos instalados de novembro de 2008 e ao longo de 2009. Dessa vez os premiados serão conhecidos no Digital Signage Show em 10-11 de Novembro, 2009. As inscrições estão abertas. As categorias concorrendo a prêmios serão: • Retail roll out, local • Retail roll out, national • Interactive technology roll out, local • Interactive technology roll out, national • Best new Technology Innovation for Digital Signage (New Products): - Best New-Generation Display Device, Large Screen (non-LCD or Plasma) Sponsored Link - Best Display Device, Small Screen

Sucesso dos operadores, dificuldade entre desenvolvedores

Ontem falamos sobre uma positiva movimentação de consolidação no mercado norte americano. O relatado foi somente um dos exemplos. Vale também citar a aquisição da Alloy Fitness pela Health Club Media Network , a fusão da Fuelcast e Bhootan para formar a Outcast , assim como a Zoom Media que vem realizando diversas aquisições de empresas menores. Esses são alguns exemplos com redes de mais de 1000 telas e acredito que a movimentação vai continuar. É totalmente natural que essa tendência comece a se acentuar no Brasil ao longo dos próximos 1-2 anos. Com as operações mais maduras tecnicamente e comercialmente se fundindo, adquirindo menores e atraindo as oportunidades internacionais . Em posts anteriores destaquei a dificuldade no desenvolvimento de software para esse mercado . Na semana passada circularam rumores de que a Telentice estaria mal das pernas. A empresa fornece software para a CBS Outdoor em projetos no Reino Unido , o que já lhes deram papel de destaque em

Consolidação e quebra no mercado internacional

A semana passada foi marcada por dois movimentos na indústria, de consolidação e sucesso assim como de quebra e downsizing . A consolidação fica por conta da aquisição da Danoo pela NCM . A Danoo recentemente (6 de julho ) esteve nas notícias por ter adquirido a Ideacast , já dando sinais da consolidação no mercado. Com essa aquisição a Danoo passou a ter 1000 academias, 7800 telas em assentos de avião ( JetBlue , Continental, Frontier ), 850 lojas de café além de presença em lojas dentro de 25 aeroportos. A NCM foi uma das principais responsáveis na consolidação da publicidade digital em salas de cinema ao longo dos últimos 7 anos. Sua receita anual girou em torno de USD $200 milhões em 2008, presente em 1325 cinemas e 16800 telas em 46 dos 50 estados dos EUA, listada na NASDAQ e com valor de mercado de $543 milhões - um gigante, mesmo quando comparado as maiores operações de digital signage no mundo. A principal investidor da NCM é o fundo de VC Kleiner Perkins Caufield

Chrome OS, bomba na Microsoft. E para nós, muda algo?

A notícia de lançamento do Chrome OS deve estar chegando como uma bomba na Microsoft, o maior alvo do Google nesse lançamento. A maioria dos netbooks por aí vem com o Windows XP, um sistema com 8 anos de uso. O Google fez uma plataforma totalmente voltada para web, sobre uma plataforma open - source e que vai rodar não somente nos procesadores x86 mas também nos processadores ARM . O Gooogle fez acordos de OEM com a HP , Acer , Asus e Dell . O que o Google fez com o Chrome OS, basicamente foi fazer um sistema operacional sem ter que fazer um - bastando montar sua interface web sobre uma plataforma aberta já existente (o kernel Linux). De certa forma é um recado semelhante que passo ao mercado de mídia DOOH sobre software - buscar plataforma abertas e não re -inventar a roda com muito desenvolvimento proprietário , sob retudo se o objetivo primário da empresa não for ser uma empresa de software. Naturalmente que esperamos uma resposta da Microsoft no Windows 7. Toda essa

Realidade aumentada para vitrines

A realidade aumentada ( augmented reality ) é um tema que começa a surgir nas reuniões no Brasil e no exterior. Confesso que de início relutei para investigar mais o assunto, acreditando que a maioria das instalações ainda devem se preocupar em fazer bem os elementos básicos (como por exemplo, procurar ser relevante para a audiência em primeiro lugar, ao invés de maximizar um bombardeio de anunciantes). No entanto, com mais aplicações surgindo por aí, primariamente para webcams e o mundo online , é impossível resistir a um paralelo para projetos com telas interativas em locais públicos. O exemplo abaixo não é em uma vitrine no varejo , mas facilmente poderia ser: Para quem se interessou e quer ver outros exemplos: BMW, através da utilização de óculos especiais iPhone e navegação por GPS Outras aplicações para celulares

U2: LED Barco muda de forma durante o show

Para os que se deleitaram com a viagem audiovisual do show do Roger Waters , corram pois os tickets para a nova turnê do U2 se esgotam rapidamente - como foi o caso em Barcelona no último dia 30 de Junho . Com uma resolução de 500 mil pixels é a maior tela já utilizada em uma turnê . " Vídeo é a ferramenta mais poderosa que podemos ter no palco" diz Willie Williams, designer do show . "Mas agora que todos utilizam vídeo em shows de rock, precisávamos realizar uma mudança extrema nesse pano de fundo para sermos lembrados" A tela muda de forma durante o show e as imagens agem como uma pele. A tecnologia de LEDs é da belga Barco . Assista ao vídeo .

Touchwall em Cannes

Para os que tiveram o privilégio de estar em Cannes esse ano (infelizmente eu não..), uma das atrações tecnológicas foi um touchwall desenvolvido pela agência interativa Schematic . São diversas áreas de expertise e conceitos inovadores agregados para produzir algo assim. Mais importante do que ter chamado a atenção , serviu de fato a propósitos de relevância para os visitantes e participantes no evento. Touchwall Demo from Joel on Vimeo .

Novo estudo da Nielsen derruba mitos sobre o público teen

A Nielsen lançou um estudo analisando como adolescentes consomem mídia nos EUA e derrubou alguns mitos. A conclusão geral é que enquanto eles realmente passam bastante tempo no Orkut ou MSN, ainda assistem televisão e escutam rádio, há até a sugestão de que são leitores de jornais (essa estatística eu realmente nunca vi). O enfoque é nos adolescentes N. Americanos entre 12-17 anos (o que representa 33 milhões de pessoas). Ao contrário de abandonarem a mídia tradicional, as estatísticas subiram cerca de 6% nos últimos 5 anos. Adultos consomem consideravelmente mais televisão. O documento está dinsponível para download. Segue abaixo (em inglês), alguns dos achados resumidos em um artigo online : Key Takeaways Teens are NOT abandoning TV for new media: In fact, they watch more TV than ever, up 6% over the past five years in the U.S. Teens love the Internet … but spend far less time browsing than adults: Teens spend 11 hours and 32 minutes per month online. Far below the average of

Neo Media entra na frança e lança empresa de conteúdo

O grupo suíço Neo Media Group , maior operação de DOOH europeia , segue sua expansão e inovação. Anunciado recentemente e com uma logo renovada, a Neo chega a França . Suas telas podem ser encontradas também na Suíça , Alemanha, Reino Unido, Holanda, países escandinavos, Espanha, Portugal, Itália, Polônia , China, EUA e Canadá. Certamente uma das maiores potências mundiais em DOOH (desde o evento da ABDOH , sabemos que começam a sondar operações brasileiras também. Quem sabe não teremos Neo Brasil em 2010?). Conforme mencionado em posts anteriores, acredito que a consolidação do mercado passa por uma consolidação tecnológica , onde diversas redes, pequenas ou grandes, estão disponíveis de maneira simples e transparente para os compradores de mídia . Para essa tendência, a Neo respondeu com o BookingDooh , um portal agregador de redes DOOH . Como um próximo passo a conexão das redes, minha visão é passar a compartilhar outros recursos, como por exemplo conteúdo. O Brasil

Aprenda a vender mídia com o Homer Simpson

Em um artigo recente na Bloomberg foi relatado que pela primeira vez programas de TV como "Os Simpsons" e "CSI" estão gerando maior CPM nas exibições online do que no horário nobre da televisão. Portais como Hulu (não acessível para o Brasil) e TV.com estão vendendo inserções no episódio dos Simpsons a $60CPM, enquanto que no prime-time sai em torno de $20-$40CPM. Particulamente não encorajo a utilização de venda por CPM, mas sei que diversas redes utilizam esse termo pela melhor assimilação junto aos compradores de mídia. Tipicamente nos deparamos com ter que justificar por que o nosso CPM é mais alto do que o da TV aberta ou a cabo. Acredito que muitas da s argumentações apresentadas podem ser adaptadas para nossa realidade DOOH , motivos semelhantes aos usados para justificar que a audiência online é mais valiosa do que aquela que supostamente está sentada na poltrona.

Projeto em farmácias com ROI entre 12-16 meses

A rede de farmácias belga V.Pharma instalou um sistema de digital signage em 45 de suas lojas na bélgica. Com três meses de operação, a rede comemora grande sucesso na comercialização de mídia, reportando vendas no valor de 90 mil euros e expectativa anual na faixa de 180 mil euros , somente com as 45 lojas . Caso esses valores se confirmem, o retorno no investimento terá ocorrido entre 12-16 meses . Tipicamente, para a maioria dos projetos, um prazo de 18 meses é considerado muito bom . O projeto é composto por 2 canais independentes de conteúdo . O primeiro é localizado na vitrine da loja , com mensagens de 7 segundos , almejando atrair o consumidor para dentro da loja com promoções. Um segundo canal dentro da loja reforça a mensagem publicitária e também o branding da marca com mensagens um pouco mais longas, mas mantendo o foco no aumento de vendas. São utilizadas telas LCD 32" . Segundo os poucos dados divulgados, as lojas que receberam o sistema tiveram um aumento de v

Tirem o fio da tomada!

Ainda não é nesse post que vou falar sobre os projetos de pouco sucesso na utilização de áudio, onde misteriosamente o sistema (telas e PC) é desligado da tomada. O tema hoje é outro, a empresa abaixo promete, literalmente, eliminar a conexão da tomada usando energia wireless. Powerbeam - wireless electricity. Ainda em fase de protótipo, as aplicações mais imediatas são: - molduras digitais (para fotografias e pequenos videos - pode ser fixo a parede sem a inconveniência dos fios, a internet vai via wi-fi ) - Caixas de som amplificadas - Iluminação ambiente (abajures e luminárias)