Pular para o conteúdo principal

Sucesso dos operadores, dificuldade entre desenvolvedores

Ontem falamos sobre uma positiva movimentação de consolidação no mercado norte americano. O relatado foi somente um dos exemplos. Vale também citar a aquisição da Alloy Fitness pela Health Club Media Network, a fusão da Fuelcast e Bhootan para formar a Outcast, assim como a Zoom Media que vem realizando diversas aquisições de empresas menores. Esses são alguns exemplos com redes de mais de 1000 telas e acredito que a movimentação vai continuar.

É totalmente natural que essa tendência comece a se acentuar no Brasil ao longo dos próximos 1-2 anos. Com as operações mais maduras tecnicamente e comercialmente se fundindo, adquirindo menores e atraindo as oportunidades internacionais.

Em posts anteriores destaquei a dificuldade no desenvolvimento de software para esse mercado. Na semana passada circularam rumores de que a Telentice estaria mal das pernas. A empresa fornece software para a CBS Outdoor em projetos no Reino Unido, o que já lhes deram papel de destaque em diversos rankings como uma das "top 10" promessas para 2009. Sem maiores informações, aguardaremos um desfecho, mas tudo indica que se até o final do mês nenhum interessado surgir, a empresa fecha suas portas. Um de seus projetos mais interessante e famosos foi a escadaria no metro de Londres, o que também já indicava uma possível maior vocação da Telentice para conteúdo, ao invés de desenvolvimento (a ferramenta foi desenvolvida a partir de uma ferramenta existente da Fujitsu). Veja um exemplo:




A Dynamax ascendeu rapidamente fornecendo software para a ClearChannel na Inglaterra e com projetos regionais com a Titan e a JCDecaux. Confiantes no sucesso inicial e acreditando em uma expansão, voltaram as atenções para o mercado Norte Americano. Duas semanas atrás anunciaram o fechamento de suas operações nos Estados Unidos e liquidaram a Dynamax LLC, o que representa absorver um significativo prejuízo e fracassar no principal mercado internacional, mesmo não havendo indicação de que a Dynamax esteja em nenhum tipo de situação financeira crítica. Os clientes Norte Americanos voltam a ser atendidos pela sede européia. No Brasil a ferramenta da Dynamax é disponibilizada através da inovadora empresa Paranaense Intuitto.

A Clearchannel Inglesa teve outro desapontamento quando no dia 10 de julho a VMG, responsável por sua estratégia digital em Shoppings, teve a negociação de suas ações suspensas na AIM.

A Curiosa AdWalker, com um modelo bastante inédito de mídia parece que finalmente sucumbiu no dia 8 de julho. Ao que parece a empresa não conseguiu sustentar seu crescimento baseado nas vendas esporádicas de mídia. Outras empresas com modelo semelhante, como a Pixmen ou a Cubb tem apresentado bons resultados, em particular pelo sucesso em desenvolver relações duradouras com as marcas e agências.

Esse tema retorna para onde começamos no post passado. A Danoo capitalizou em cima de alta segmentação e regionalização, sobretudo na comercialização de mídia que eles chamam de "hiperlocal". Ou seja, uma boa estratégia de comercialização de mídia com um foco nos anunciantes locais e trabalhando as agências para as maiores compras. Modelo de sucesso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos do sucesso dos Digital Menuboards

Por que todas as principais redes de alimentação, grandes ou pequenas, tem adotado os Digital Menuboards?  As tecnologias de Digital Signage  são um tempero certeiro no varejo da alimentação. Ver um cheeseburger perfeitamente preparado em uma TV nos fará salivar mesmo que estejamos no sofa de casa distante de um restaurante. Marketing e publicidade digitais tem a capacidade de potencializar o apelo de produtos e serviços. Apelo que ganha ainda mais força quando atuamos no ponto de venda onde o cliente toma sua decisão. Elementos visuais criam estímulos tão poderosos quanto os olfativos na sensação de fome de seus clientes. A lógica é simples: "Se sua comida se apresenta bonita, ela também deve ser saborosa." Redução de espera e agilidade nos pedidos. Seja em lanchonetes, fast-food ou restaurantes gourmet, sempre há momentos de espera. No caso das lanchonetes e fast foods essa espera ocorre na área das filas e onde se conta visualmente com o digital menuboard, enquan

Elemidia eleva o nível da discussão sobre métrica no Brasil

Ontem foi divulgado o resultado da auditoria da PricewaterhouseCoopers sobre o sistema de publicação da Elemídia . Esse é um importante passo não somente para a Elemidia como para toda a nossa indústria, ao elevar a discussão da métrica e confiabilidade dos sistemas de DOOH (Digital Out-of-Home). Ainda hoje algumas das principais empresas no segmento são sujeitas a fornecer "foto checking" ou outros métodos herdados de outros meios para comprovar a veiculação. Com a chancela de uma auditoria e toda a divulgação da Elemidia, elevamos a discussão junto aos anunciantes ao promover a credibilidade dos relatórios de exibição e torná-los o documento padrão . O efeito no médio-longo prazo será que os grandes compradores de mídia passarão a exigir esse nível de credibilidade de todos operadores de redes de mídia DOOH. Empresas como a Accent Health operam 12 mil clínicas no exterior. A Neo Advertising tem em torno de 150 mil telas na Europa e EUA. Imagine se houvesse a neces

JCDecaux em Heathrow e as telas sequenciais

Recentemente escrevi a respeito da pesquisa EyeTracker realizada pela JCDecaux . Embasado nesses resultados, instalaram um projeto no Terminal 5 do aeroporto internacional de Londres (Heathrow) denominado "The Runway". O terminal é conhecido por ser praticamente um shopping de luxo, exibindo marcas como Prada, Bulgari e Tiffany . As 40 telas foram posicionadas no teto e colocadas na vertical. A inovação fica por conta das telas sequenciais, que segundo a pesquisa permite a melhor assimilação das mensagens. O conteúdo será vendido em campanhas de 2 semanas e voltadas para as marcas de luxo como moda, perfumes, joías, viagens de luxo entre outros. Segue o texto em inglês ( o termo saccadic diz respeito exatamente a essa forma de movimentação rápida dos olhos ): Eyetracker – sequential viewing research A key finding is that people on the move look around in a non-linear way, with their eyes flicking back and forth from the middle distance as they search for and are attr