Pular para o conteúdo principal

Sucesso dos operadores, dificuldade entre desenvolvedores

Ontem falamos sobre uma positiva movimentação de consolidação no mercado norte americano. O relatado foi somente um dos exemplos. Vale também citar a aquisição da Alloy Fitness pela Health Club Media Network, a fusão da Fuelcast e Bhootan para formar a Outcast, assim como a Zoom Media que vem realizando diversas aquisições de empresas menores. Esses são alguns exemplos com redes de mais de 1000 telas e acredito que a movimentação vai continuar.

É totalmente natural que essa tendência comece a se acentuar no Brasil ao longo dos próximos 1-2 anos. Com as operações mais maduras tecnicamente e comercialmente se fundindo, adquirindo menores e atraindo as oportunidades internacionais.

Em posts anteriores destaquei a dificuldade no desenvolvimento de software para esse mercado. Na semana passada circularam rumores de que a Telentice estaria mal das pernas. A empresa fornece software para a CBS Outdoor em projetos no Reino Unido, o que já lhes deram papel de destaque em diversos rankings como uma das "top 10" promessas para 2009. Sem maiores informações, aguardaremos um desfecho, mas tudo indica que se até o final do mês nenhum interessado surgir, a empresa fecha suas portas. Um de seus projetos mais interessante e famosos foi a escadaria no metro de Londres, o que também já indicava uma possível maior vocação da Telentice para conteúdo, ao invés de desenvolvimento (a ferramenta foi desenvolvida a partir de uma ferramenta existente da Fujitsu). Veja um exemplo:




A Dynamax ascendeu rapidamente fornecendo software para a ClearChannel na Inglaterra e com projetos regionais com a Titan e a JCDecaux. Confiantes no sucesso inicial e acreditando em uma expansão, voltaram as atenções para o mercado Norte Americano. Duas semanas atrás anunciaram o fechamento de suas operações nos Estados Unidos e liquidaram a Dynamax LLC, o que representa absorver um significativo prejuízo e fracassar no principal mercado internacional, mesmo não havendo indicação de que a Dynamax esteja em nenhum tipo de situação financeira crítica. Os clientes Norte Americanos voltam a ser atendidos pela sede européia. No Brasil a ferramenta da Dynamax é disponibilizada através da inovadora empresa Paranaense Intuitto.

A Clearchannel Inglesa teve outro desapontamento quando no dia 10 de julho a VMG, responsável por sua estratégia digital em Shoppings, teve a negociação de suas ações suspensas na AIM.

A Curiosa AdWalker, com um modelo bastante inédito de mídia parece que finalmente sucumbiu no dia 8 de julho. Ao que parece a empresa não conseguiu sustentar seu crescimento baseado nas vendas esporádicas de mídia. Outras empresas com modelo semelhante, como a Pixmen ou a Cubb tem apresentado bons resultados, em particular pelo sucesso em desenvolver relações duradouras com as marcas e agências.

Esse tema retorna para onde começamos no post passado. A Danoo capitalizou em cima de alta segmentação e regionalização, sobretudo na comercialização de mídia que eles chamam de "hiperlocal". Ou seja, uma boa estratégia de comercialização de mídia com um foco nos anunciantes locais e trabalhando as agências para as maiores compras. Modelo de sucesso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos do sucesso dos Digital Menuboards

Por que todas as principais redes de alimentação, grandes ou pequenas, tem adotado os Digital Menuboards?  As tecnologias de Digital Signage  são um tempero certeiro no varejo da alimentação. Ver um cheeseburger perfeitamente preparado em uma TV nos fará salivar mesmo que estejamos no sofa de casa distante de um restaurante. Marketing e publicidade digitais tem a capacidade de potencializar o apelo de produtos e serviços. Apelo que ganha ainda mais força quando atuamos no ponto de venda onde o cliente toma sua decisão. Elementos visuais criam estímulos tão poderosos quanto os olfativos na sensação de fome de seus clientes. A lógica é simples: "Se sua comida se apresenta bonita, ela também deve ser saborosa." Redução de espera e agilidade nos pedidos. Seja em lanchonetes, fast-food ou restaurantes gourmet, sempre há momentos de espera. No caso das lanchonetes e fast foods essa espera ocorre na área das filas e onde se conta visualmente com o digital menuboard, enquan

Fim de Festa nas Empresas de Tecnologia Publicitária (AdTech)! A Nova Década Será Marcada por Privacidade e Liderança da Mídia Exterior!

(Créditos foto inc.com) 31 de dezembro de 2019 marcou o final de uma década e de uma era na publicidade digital. Presenciamos nesses anos passados o sucesso exponencial de tecnologias web para publicidade com base em cookies. A tecnologia permitiu a coleta de dados em massa e a criação de perfis baseados em comportamento e interesses para otimizar o direcionamento de conteúdo servido a cada usuário, mas através de métodos que ignoram sistematicamente a privacidade. Segundo o Tecnoblog , cookies “são pequenas informações que os sites enviam aos  navegadores  dos usuários para guardar preferências e dados de login”. Enquanto que “cookies de terceiros” são “cookies que não foram enviados pelo site que você está acessando. Um exemplo clássico é o dos banners de publicidade: o código do anúncio normalmente fica hospedado em outro servidor e, além de exibir a propaganda, envia cookies para rastrear o usuário. Sabendo quais sites a pessoa visita com frequência, é possível desco

Digital out of Home a Primer: Marco na indústria DOOH e aproximação com métricas online.

--> Lançado em final de Março de 2019, “Digital Out-of-Home - A Primer” é um documento compreensivo das melhores práticas do Digital Out-of-home, serve como o guia de referência mais atualizado já produzido por essa indústria para a comunidade publicitária. O documento foi uma colaboração entre as principais entidades norte americanas de Out-of-Home e o IAB, organização que estrutura e apoia na padronização da mídia na internet desde anúncios no Google ou mídia social. Ao avançar na sinergia com a IAB, é também um documento marco na direção de integrar a indústria do Digital Out of Home (DOOH) com a mídia online. Muitas dessas entidades são internacionalizadas e apontam a direção global da indústria, não necessariamente restringindo-se ao mercado Norte Americano. As credenciais abaixo atestam a importância da iniciativa: Digital Place-Based Advertising Association. Digital Signage Federation. Interactive Advertising Bureau. Geopa