Pular para o conteúdo principal

Elemidia eleva o nível da discussão sobre métrica no Brasil

Ontem foi divulgado o resultado da auditoria da PricewaterhouseCoopers sobre o sistema de publicação da Elemídia. Esse é um importante passo não somente para a Elemidia como para toda a nossa indústria, ao elevar a discussão da métrica e confiabilidade dos sistemas de DOOH (Digital Out-of-Home).

Ainda hoje algumas das principais empresas no segmento são sujeitas a fornecer "foto checking" ou outros métodos herdados de outros meios para comprovar a veiculação. Com a chancela de uma auditoria e toda a divulgação da Elemidia, elevamos a discussão junto aos anunciantes ao promover a credibilidade dos relatórios de exibição e torná-los o documento padrão. O efeito no médio-longo prazo será que os grandes compradores de mídia passarão a exigir esse nível de credibilidade de todos operadores de redes de mídia DOOH.

Empresas como a Accent Health operam 12 mil clínicas no exterior. A Neo Advertising tem em torno de 150 mil telas na Europa e EUA. Imagine se houvesse a necessidade do foto-checking? Isso tornaria a indústria inviável. Essas empresas comprovam suas veiculações através de relatórios que foram também sujeitos a auditoria.

Com essa manobra a Elemidia credibiliza seu software e se posiciona a frente de todas as empresas que utilizam softwares proprietários (feitos dentro da própria empresa) ou mesmo de softwares internacionais que não são especializados para mídia e não foram auditados.

Minha opinião é naturalmente tendenciosa, por trabalhar na empresa que fornece a principal plataforma internacional de software para redes com comercialização de mídia. Acredito que em um mercado nascente como é o DOOH, onde recursos ainda são escassos, um investimento desse porte é mais uma indicação de que desenvolver software dentro da própria empresa tira recursos valiosos do objetivo real do negócio. Recursos que poderiam ser alocados para conquista de novos mercados e em vendas.

Em Janeiro de 2008 a BroadSign realizou uma primeira parceria com a Arbitron, segunda maior empresa de pesquisa do mundo (depois da Nielsen..), aferindo 100% de compatibilidade entre os relatórios gerados pelo sistema e o que foi exibido nas telas. Dessa forma, qualquer empresa que utiliza a plataforma BroadSign pode se calcar nesse fato e oferecer um relatório auditado e de credibilidade. Essa parceria com a Arbitron será estendida e clientes BroadSign terão benefícios adicionais a partir de 2010.

É admirável ver que a Elemidia mais uma vez eleva a discussão em nossa indústria e dá mais um importante passo para o amadurecimento do meio e reconhecimento junto ao mercado comprador de mídia.

Comentários

TOTTALMARKETING disse…
Credibilidade e confiança é isso que as relações comerciais precisam construir de um modo sólido e isto só se faz confiando e criando meios próprios de auditagem e o melhor deles é a mensuração de resultados.
A Elemidia é efetivamente uma midia alternativa que está nos lugares certos para se fazerem vistas e é lógico evidente que o seu maior objetivo é se fazer vista.
Esse é o seu principal argumento para provar o pporque do seu ToTTal Sucesso.
Roberto Pires
ToTTal Marketing
Yuri Berezovoy disse…
Obrigado Roberto. De fato a Elemídia segue sempre bastante agressiva e inovadora, contando com alguns dos melhores profissionais do mercado para manter essa posição.
Chamar a atenção para a confiabilidade dos relatórios nos ajuda a todos, uma vez ainda há muita comparação de metodologias de checking com outros meios mais tradicionais.

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Festa nas Empresas de Tecnologia Publicitária (AdTech)! A Nova Década Será Marcada por Privacidade e Liderança da Mídia Exterior!

(Créditos foto inc.com)
31 de dezembro de 2019 marcou o final de uma década e de uma era na publicidade digital.
Presenciamos nesses anos passados o sucesso exponencial de tecnologias web para publicidade com base em cookies. A tecnologia permitiu a coleta de dados em massa e a criação de perfis baseados em comportamento e interesses para otimizar o direcionamento de conteúdo servido a cada usuário, mas através de métodos que ignoram sistematicamente a privacidade.
Segundo o Tecnoblog, cookies “são pequenas informações que os sites enviam aos navegadores dos usuários para guardar preferências e dados de login”. Enquanto que “cookies de terceiros” são “cookies que não foram enviados pelo site que você está acessando. Um exemplo clássico é o dos banners de publicidade: o código do anúncio normalmente fica hospedado em outro servidor e, além de exibir a propaganda, envia cookies para rastrear o usuário. Sabendo quais sites a pessoa visita com frequência, é possível descobrir seus interesse…

Digital out of Home a Primer: Marco na indústria DOOH e aproximação com métricas online.

Digital Out of Home a Primer - Seção 1 - Introdução e Fundamentos

Em abril do ano passado noticiamos a produção do DOOH Primer, documento elaborado pelas principais associações e entidades do setor de OOH nos Estados Unidos e nossa intenção em produzir uma versão em português do documento.

O documento consolida os entendimentos mais atualizados globalmente sobre mídia exterior e o Digital Out of Home. Um setor que está em franca transformação digital com aumento significativo de sua relevância como meio de comunicação.

Em resumidas palavras, o Primer é o documento indispensável para agências, compradores de mídia e operadores de rede que atuam no mercado DOOH.

Está disponível para download mediante cadastro simples:

https://www.brasooh.com.br/primer-dooh