Pular para o conteúdo principal

Novos relatórios sobre o mercado para 2009

Após alguns meses turbulentos na economia mundial, seria ótimo poder fechar o ano com alguns bons números para 2009.


Ouvi há algumas semanas na CBN sobre um relatório revisado para o consumo de mídia ao redor do mundo, preparado pela Zenith Optimidia. No que diz respeito ao Brasil, os números são extremamente positivos. Estará entre os 10 maiores mercados publicitários do planeta até 2010 e haverá alta de 30% no dinheiro investido em publicidade ao longo do próximo ano. Países como Rússia, Índia e China também verão altas expressivas, enquanto EUA assiste a uma queda de 6,2%.


Na atual conjuntura, só posso olhar criticamente para esses números e esperar que ao menos a tendência esteja correta. Vale lembrar que a Zenith Optimedia faz parte do grupo Publicis e seu relatório é dos mais respeitados no mundo.


Pouco depois, o Emerging Media Lab da gigante Interpublic identificou a mídia no PDV (in-store media) como uma tendência emergente chave a ser acompanhada em 2009.


Eis uma breve tradução do que achei no MediaPost:


"As marcas devem acompanhar o passo dos consumidores em cada estágio do diálogo (onde eles podem responder -- e não reagir), e formular uma estratégia de reputação na web que responda a todas oportunidades virais. Elas também devem desenvolver suas estratégias de conteúdo e outras estratégias abrangendo todas as plataformas: mobile, digital, out-of-home, broadcast, broadband ou mídia social.


Mesmo em meio a recessão, soluções interativas no varejo vão despontar em 2009, diz o IPG. Uma experiência online pontuado por sinalização inteligente, vidros interativos, programas de fidelidade e outras características que facilitem a habilidade de consumidores e marcas estarem conectados a web e entre si através de celulares".


No dia 22/12 recebi um estudo no mercado dos Estados Unidos indicando que consumidores estão mais receptivos a mídia digital out-of-home do que outros tipos de mídia.


Em resumo:


- Mais de 2/3 dos consumidores dizem que publicidade digital OOH chama a atenção

- A maioria diz que é menos perturbador (annoying) que anúncios na TV (51% disseram que anúncios perturbam na TV), radio (52%), internet (67%) ou revistas, contra 26% na mídia digital OOH.

- 36% dizem tomar algum tipo de ação em função de anúncios em mídia digital OOH (segundo SeeSaw Networks/OTX).

- O número acima sobe para 51% na faixa etária de 18-24

- Segundo o "Cinema Advertising Council" e a Arbitron, a publicidade digital OOH é um mercado de 1 bilhão de USD e em crescimento.

- Ficou em segundo lugar (48%) em relação a ser um bom passatempo (entertaining), atrás somente da televisão (56%).


Minha conclusão geral é que o mercado como um todo segue gradualmente revertendo seus investimentos para as mídias segmentadas. O motivo sendo a demanda crescente pelos consumidores por informações mais relevantes no momento e local certos. A mobilidade e um maior acesso a web e a informação em todas as camadas da população ao redor do mundo somente vão acentuar essa tendência.


Nosso mercado de digital OOH ainda está distante alguns anos de seu potencial pleno. No entanto, ao que tudo indica, os próximos dois anos devem ser de crescente realização para àqueles que vêm apostando nesse segmento. Algumas empresas do setor sobreviveram a expectativas excessivamente otimistas e dificuldades inesperadas nos últimos 5 anos. Muitas não seguiram e algumas poucas começam a se sobressair.


Em 2009 certamente veremos o melhor ano até agora para esse mercado seja no Brasil ou no mundo. Trunfo para àqueles que vêm acreditando e conseguiram um bom posicionamento em 2008.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Festa nas Empresas de Tecnologia Publicitária (AdTech)! A Nova Década Será Marcada por Privacidade e Liderança da Mídia Exterior!

(Créditos foto inc.com)
31 de dezembro de 2019 marcou o final de uma década e de uma era na publicidade digital.
Presenciamos nesses anos passados o sucesso exponencial de tecnologias web para publicidade com base em cookies. A tecnologia permitiu a coleta de dados em massa e a criação de perfis baseados em comportamento e interesses para otimizar o direcionamento de conteúdo servido a cada usuário, mas através de métodos que ignoram sistematicamente a privacidade.
Segundo o Tecnoblog, cookies “são pequenas informações que os sites enviam aos navegadores dos usuários para guardar preferências e dados de login”. Enquanto que “cookies de terceiros” são “cookies que não foram enviados pelo site que você está acessando. Um exemplo clássico é o dos banners de publicidade: o código do anúncio normalmente fica hospedado em outro servidor e, além de exibir a propaganda, envia cookies para rastrear o usuário. Sabendo quais sites a pessoa visita com frequência, é possível descobrir seus interesse…

Digital out of Home a Primer: Marco na indústria DOOH e aproximação com métricas online.

Digital Out of Home a Primer - Seção 1 - Introdução e Fundamentos

Em abril do ano passado noticiamos a produção do DOOH Primer, documento elaborado pelas principais associações e entidades do setor de OOH nos Estados Unidos e nossa intenção em produzir uma versão em português do documento.

O documento consolida os entendimentos mais atualizados globalmente sobre mídia exterior e o Digital Out of Home. Um setor que está em franca transformação digital com aumento significativo de sua relevância como meio de comunicação.

Em resumidas palavras, o Primer é o documento indispensável para agências, compradores de mídia e operadores de rede que atuam no mercado DOOH.

Está disponível para download mediante cadastro simples:

https://www.brasooh.com.br/primer-dooh