Pular para o conteúdo principal

Clientes BroadSign tem relatórios auditados



A BroadSign está prestes a anunciar publicamente os resultados da auditoria de seus relatórios de comprovação de exibição realizada pela Arbitron. Os resultados atestam um grau de precisão aos relatórios e trazem dois enormes diferenciais competitivos para clientes BroadSign operando redes com comercialização de publicidade -> transparência e credibilidade na veiculação.

Em 2009 a Elemídia elevou a discussão de métrica no Brasil ao ser a primeira empresa no mercado nacional a contratar uma auditoria para credibilizar seus relatórios. O efeito positivo para todos nós foi o de enviar um recado ao mercado publicitário de que a aferição de veiculação do Digital-Out-of-Home pode ser feita através de relatórios (ao invés, por exemplo, dos nada adequados "foto-checking").

Ao mesmo tempo em que o recado teve essa conotação positiva para nossa indústria local, trouxe também uma barreira, sobretudo para as operações menores -> quem além da Elemídia terá recursos para contratar uma auditoria e credibilizar seus relatórios? Assumindo que de fato a Elemídia agiu e se antecipou sobre uma tendência internacional em relação a auditoria de seus relatórios e que cada vez mais as agências vão exigir relatórios auditados, entende-se também que o recado da Elemídia foi o de constatar que (até aquele momento) somente a sua operação e software tem relatórios confiáveis para anunciantes.

A Arbitron é a segunda maior empresa de pesquisa de mídia do mundo (atrás somente da Nielsen). Eles utilizam um dispositivo chamado PPM, que atua como um contador digital de inserções em cada tela, um método utilizado também em rádio (detecção do áudio) e televisão e amplamente aceita junto ao meio comprador de mídia. 4 redes BroadSign foram escolhidas e o PPM foi instalado em distintas localidades geográficas, funcionando por diversas semanas e lendo mais de 200 mil inserções de conteúdo ao longo do período.

Os dados obtidos foram comparados com os relatórios da BroadSign trazendo um % de precisão. Esse % de precisão pode ser utilizado por todos os clientes BroadSign - grandes ou pequenos - como atestado irrefutável da precisão de seus relatórios e diferenciação clara de outras operações no mercado.

Resta saber qual foi esse grau de precisão. Enquanto que em uma amostragem desse tamanho não se pode esperar 100% (o próprio PPM e metodologia comportam um certo grau de erro), por outro lado um resultado baixo poderia, ao contrário, descredibilizar os relatórios.

Sendo essa uma auditoria externa, os dados são divulgados publicamente pela Arbitron, o que deve acontecer nos próximos dias.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fim de Festa nas Empresas de Tecnologia Publicitária (AdTech)! A Nova Década Será Marcada por Privacidade e Liderança da Mídia Exterior!

(Créditos foto inc.com) 31 de dezembro de 2019 marcou o final de uma década e de uma era na publicidade digital. Presenciamos nesses anos passados o sucesso exponencial de tecnologias web para publicidade com base em cookies. A tecnologia permitiu a coleta de dados em massa e a criação de perfis baseados em comportamento e interesses para otimizar o direcionamento de conteúdo servido a cada usuário, mas através de métodos que ignoram sistematicamente a privacidade. Segundo o Tecnoblog , cookies “são pequenas informações que os sites enviam aos  navegadores  dos usuários para guardar preferências e dados de login”. Enquanto que “cookies de terceiros” são “cookies que não foram enviados pelo site que você está acessando. Um exemplo clássico é o dos banners de publicidade: o código do anúncio normalmente fica hospedado em outro servidor e, além de exibir a propaganda, envia cookies para rastrear o usuário. Sabendo quais sites a pessoa visita com frequência, é possível desco

Digital out of Home a Primer: Marco na indústria DOOH e aproximação com métricas online.

--> Lançado em final de Março de 2019, “Digital Out-of-Home - A Primer” é um documento compreensivo das melhores práticas do Digital Out-of-home, serve como o guia de referência mais atualizado já produzido por essa indústria para a comunidade publicitária. O documento foi uma colaboração entre as principais entidades norte americanas de Out-of-Home e o IAB, organização que estrutura e apoia na padronização da mídia na internet desde anúncios no Google ou mídia social. Ao avançar na sinergia com a IAB, é também um documento marco na direção de integrar a indústria do Digital Out of Home (DOOH) com a mídia online. Muitas dessas entidades são internacionalizadas e apontam a direção global da indústria, não necessariamente restringindo-se ao mercado Norte Americano. As credenciais abaixo atestam a importância da iniciativa: Digital Place-Based Advertising Association. Digital Signage Federation. Interactive Advertising Bureau. Geopa

Digital Out of Home a Primer - Seção 1 - Introdução e Fundamentos

Em abril do ano passado noticiamos a produção do DOOH Primer , documento elaborado pelas principais associações e entidades do setor de OOH nos Estados Unidos e nossa intenção em produzir uma versão em português do documento. O documento consolida os entendimentos mais atualizados globalmente sobre mídia exterior e o Digital Out of Home. Um setor que está em franca transformação digital com aumento significativo de sua relevância como meio de comunicação. Em resumidas palavras, o Primer é o documento indispensável para agências, compradores de mídia e operadores de rede que atuam no mercado DOOH. Está disponível para download mediante cadastro simples: https://www.brasooh.com.br/primer-dooh